1

Professor e aluno publicam artigo no Journal of Agrarian Change

Por Heitor Pagliaro. Em 01/03/21 12:32. Atualizada em 01/03/21 12:33.

1

Foto: João Roberto Ripper/ Imagens Humanas, 1996

 

 

O professor João Roriz do PPGIDH e Ricardo Barbosa, Jr., egresso do curso de Relações Internacionais da FCS, e publicam um artigo na Journal of Agrarian Change que analisa a prática subversiva da Comissão Pastoral da Terra (CPT) de documentar, armazenar e divulgar a violência e o conflito no campo no Brasil desde 1975. Baseado em entrevistas com membros da CPT Nacional e outras fontes primárias, o trabalho explora conceitualmente as práticas da organização e o conhecimento emancipatório produzido por ela.

O artigo oferece uma contribuição inovadora ao apresentar a CPT, uma organização central, embora muitas vezes negligenciada, para a comunidade acadêmica internacional. Ademais, traz elementos teóricos críticos para compreender suas práticas. Os autores analisam como a documentação da violência tem sido crucial para enquadrar a questão agrária brasileira e, como resultado, criar condições sustentáveis ​​para a mobilização de movimentos sociais do campo e ativistas acadêmicos. Se, por um lado, o Estado tem buscado despolitizar a violência agrária mesclando a violência no campo com dados gerais de crimes, por outro, a CPT constrói um banco de dados de violência que subverte os esforços do Estado de ocultação. O que antes era entendido como casos dispersos, isolados e episódicos, a CPT conectou e enquadrou como ‘conflitos no campo’, o que resultou em uma contra-narrativa que se opõe à do Estado e do desenvolvimento extrativista. A documentação da violência é uma ‘tecnologia de resistência’ promissora quando movimentos sociais do campo e ativistas-acadêmicos se deparam com a ascensão do populismo autoritário. A prática tem potencial para ser replicada em outros contextos políticos e geográficos.

Este é o resultado principal de uma pesquisa desenvolvida nos últimos cinco anos. Versões anteriores foram apresentadas na 2018 Annual Millennium Conference ‘Revolution and Resistance in World Politics’, na London School of Economics, e na 6th International Conference of the BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies (BICAS) na Universidade de Brasília, em outubro e novembro de 2018, respectivamente.

Os autores escolheram publicar na Journal of Agrarian Change pelo foco temático da revista – sendo esta a principal revista de economia política agrária – e por ser uma referência no fomento de pesquisas com postura política comprometida. Neste sentido, as contribuições empíricas e conceituais do artigo buscam ser úteis para acadêmicos, ativistas e demais interessados em movimentos sociais e na luta pela terra.

 

O artigo pode ser acessado aqui: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/joac.12416

 

Barbosa Jr., R, Roriz, J. The subversive practice of counting bodies: Documenting violence and conflict in rural Brazil. Journal of Agrarian Change. 2021; 1– 17. https://doi.org/10.1111/joac.12416